ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

SAÚDE: Alimentos Orgânicos, Conheça Sobre Esses Tipos de Alimentos!

Por: Lais Thorpe (Nutricionista Infantil e Esportiva)


A presença de resíduos químicos em alimentos, somada à contaminação da água, constituem risco para a população em geral e representam, sem dúvida, um grande problema de saúde pública no Brasil. 

Existem diferenças à qualidade nutritiva e organoléptica, bem como às questões éticas e ambientais quando se estabelece uma comparação entre os alimentos produzidos pelos métodos orgânico e convencional. Os alimentos orgânicos possuem menores níveis de resíduos de pesticidas ou, simplesmente, não contêm quantidades detectáveis de tais resíduos.  Por este motivo, A busca por alimentos provenientes de sistemas de produção mais sustentáveis, como os métodos orgânicos de produção, é uma tendência que vem, felizmente, se fortalecendo e se consolidando mundialmente.

Os danos à saúde humana, devido à ingestão de resíduos de agrotóxicos em alimentos, só poderão ser minimizados pelo uso restrito, controlado e racional destes produtos na agricultura. Dessa forma, existe uma necessidade urgente de ações na área de saúde pública, para que seja possível uma identificação rápida e segura das intoxicações causadas por agrotóxicos. 

A agricultura orgânica se baseia no emprego mínimo de insumos externos. No entanto, devido à contaminação ambiental generalizada, as práticas de agricultura orgânica não podem garantir a ausência total de resíduos. Contudo, é possível aplicar métodos que visem à redução, ao mínimo, da contaminação do ar, do solo e da água. 

À medida que outros estudos forem realizados nesta linha de pesquisa, os resultados gerados permitirão que as autoridades competentes harmonizem os interesses agrícolas com a proteção da saúde pública. Neste contexto, a população tem o direito de conhecer os riscos a que está exposta ao ingerir cada alimento e, a partir disso, optar pelo que prefere consumir.



Imagem: Divulgação.



Veja mais...

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

ESTILO: Aprenda Como Escolher o Modelo de Óculos Perfeito Para o Seu Rosto!

Por: Fellype Henry (Diretor de Redação)

DICAS: Veja em qual formato o seu rosto se encaixa. 

Sabemos que não é uma tarefa fácil escolher um modelo de óculos que combine com o formato do nosso rosto, principalmente os de grau, então resolvi escrever essa matéria, para tentar ajudar vocês nesta difícil tarefa.

Existem algumas maneiras que são bem simples para se encontrar o modelo ideal, como por exemplo, verificar se o apoio do nariz se encaixa bem e se é confortável, não deixando o seu nariz muito marcado, caso não se encaixe bem, é sinal de que o tamanho do óculos pode não estar adequado ao seu tipo de rosto.

Uma outra dica, é que as lentes devem sempre cobrir a parte inferior dos olhos, o que também ajuda a disfarçar as olheiras. E mais uma dica, é a de encontrar uma lente que siga as curvas da sua sobrancelha, ou seja, que não as cubra.

Em relação as cores, se você for uma pessoa discreta, opte por cores mais claras ou sóbrias, mas se gosta de chamar a atenção, procure por modelos com cores mais vivas ou mais cores.

Abaixo seguem alguns dos modelos da nossa coleção para que vocês possam se basear em suas escolhas.








P.S. Gostaram dos nossos modelos? Então entrem em contato através do brasil.vdm@gmail.com e encomendem agora mesmo o seu preferido! Ou peça através de nosso Facebook.






Imagens: Igor Oliveira 
Arte: Reprodução


Veja mais...

sábado, 19 de julho de 2014

POLAROIDS: Descubra o que é, Para que Serve e Como Faze-las!

Por: Fellype Henry (Diretor de Redação)


Fotos polas, polaroids ou digitais caseiras, como são normalmente conhecidas, são aquelas fotos naturais que os modelos costumam fazer, para que as agências possam avalia-los. Essas fotos servem tanto para as agências avaliarem os new faces quanto para os clientes escolherem os modelos que irão fazer parte do seu casting.

Esse tipo de foto deve estar sempre atualizada, pois é por elas que o cliente pode ver o modelo naturalmente, sem efeitos, maquiagens  e etc, ou seja, como ele realmente é. Desse modo, fica mais fácil saber se tal modelo se encaixará na campanha ou desfile que o cliente pretende realizar.

Logo abaixo preparei uma lista para vocês, do que deve ser feito e do que não pode ser feito nestas fotos, é só prestar a atenção e seguir as dicas, que você fará tudo certo.

O QUE DEVE SER FEITO:

- Deve-se procurar um fundo limpo, sem nenhum objeto por atrás, e de preferência que seja branco;
- A foto deve ser retirada com uma boa iluminação, uma sugestão é usar a iluminação natural;
- Não precisa ter uma câmera profissional para fazer esse tipo de foto, com uma câmera digital comum ela pode ser feita;
- Faça no minimo seis fotos, sendo três de rosto e três de corpo;
- As fotos de rosto devem ser duas frontais, sendo uma sorrindo e outra seria e uma lateral;
- Já as fotos de corpo, precisam ser feitas em três posições, que são elas de frente, constas e de lado;
- Quanto ao que vestir, você pode usar tanto biquíni ou sunga, quanto uma calça  jeans com uma camisa básica branca, conforme as imagens abaixo.


O QUE NÃO PODE SER FEITO:

- É proibido utilizar óculos nas fotos;
- Não se deve utilizar maquiagem ou efeitos de imagem, pois o que se busca é sua beleza natural;
- Fotos de redes sociais não servem para serem avaliadas;
- Quando for solicitado fotos polas, não envie fotos profissionais, envie as que lhe foram solicitadas;
- Não é necessário fazer poses, a simplicidade das fotos ajuda na avaliação;
- Não enviar fotos que estejam fora de foco.

Depois de seguir as minhas dicas, você deve escolher as melhores fotos e procurar as melhores agências de modelos para envia-las. Lembre-se de pesquisar sobre as agências para quem está enviando seu material, uma agência seria nunca pede mais do que as fotos polas ou profissionais. Então, agora é com vocês, sigam as dicas e boa sorte.

Dúvidas? Entrem em contato através do nosso Facebook ou do nosso Instagram (@vida_de_modelo).






Imagens: Reprodução


Veja mais...

segunda-feira, 7 de julho de 2014

DICA DE ESTILISTA: Conheça o Seu Corpo e Valorize o Que Você Tem de Melhor!

Por: Flávia Azevedo (Consultora de imagem e estilista da Club Noir)




Existem vários tipos de corpo. Descobrir o seu e aprender a valoriza-lo só trará benefícios
para que você aprenda a fazer "o jogo do esconde e mostra" e acertar em cheio no seu look.




Corpo tipo AMPULHETA

   Estas formas são conhecidas como ideais. Ombros e quadris estão na mesma linha. Os seios são médios e as curvas são suaves e proporcionais. O ponto forte do corpo é a cintura fina. O importante para você é valorizar as suas formas, que são bonitas e harmônicas por natureza, mas com muito cuidado para não modificá-las. Por isso, o ideal é sempre manter a cintura marcada. Caso contrário, seu corpo perderá as curvas e a sua imagem vai parecer retangular. 


Corpo tipo PERA ou VIOLÃO

   Este tipo de corpo tem os ombros menores que os quadris, a cintura e braços são finos e bem desenhados, e os seios são de pequenos a médios. 

O mais importante para a silhueta tipo pera é equilibrar o tamanho dos ombros com o dos quadris e atrair os olhares para a parte de cima do corpo. É fundamental marcar a cintura, ainda que de forma leve, pois isso deixará sua silhueta mais magra. Outra preocupação deve ser alongar o corpo, especialmente se você estiver acima do peso ideal.

Corpo tipo RETÂNGULO

   Se seus ombros, quadris e cintura estão na mesma linha e suas formas costumam ser magras e com poucas curvas, você tem um corpo semelhante a um retângulo. Suas pernas normalmente são finas e, se você ganha uns quilinhos, eles se distribuem de maneira equilibrada. 

 Seu ponto de ação deve ser focado na falta de curvas. Você pode tanto apostar em artifícios para criar a ilusão de formas, como usar as roupas para esconder ou, pelo menos, desviar os olhares de pontos como a cintura. Além disso, por causa das formas retas, é importante deixar sua aparência mais feminina.

Corpo tipo TRIÂNGULO INVERTIDO

   Neste caso o  volume maior da silhueta  está concentrado na parte de cima do corpo. Os ombros são sempre maiores do que os quadris, a cintura tende a ser reta, a barriga saliente, as costas largas e as pernas longas.
Para equilibrar tudo isso, você precisa suavizar o peso do tronco, fazendo os ombros parecerem menores, e os quadris, mais volumosos. Outra saída possível é desviar os olhares do alto do corpo, valorizando o seu ponto forte: as pernas.

Corpo tipo OVAL

   Geralmente, a mulher de silhueta oval está acima do peso ideal para a sua altura. As linhas do corpo são curvas e o pescoço é largo. Já a cintura pode ser maior ou alinhada na mesma linha dos ombros e quadris. 

Você precisa afinar a silhueta, esconder a barriga e chamar a atenção para as áreas mais finas do corpo, como pulsos, colo e tornozelos, além de criar uma falsa cintura. Outra proposta interessante é chamar a atenção para o rosto e também valorizar as suas pernas. 







Imagens: Fornecidas pela estilista.


Veja mais...

Mais visualizadas